big-chop-1-20150316

Big Chop, momento importante na vida de uma pessoa. Eu cresci e evoluí como pessoa, isso posso dizer depois de tudo que passei e ainda estou passando.

Big chop para quem não sabe, é "grande corte" em português, o momento em que decide cortar toda a química que existe em seu cabelo. O fato que todos perguntam: quando fazer?

Essa pergunta eu me fiz diversas vezes, e descobri que não existe regra, o importante é se sentir bem. A sociedade impõem que mulher bonita é mulher de cabelo grande. E para piorar a situação de uma cacheada, o cabelo cacheado sobre com o fator encolhimento, e agora?

Mas viver com o cabelo com duas texturas não é fácil, a baixa estima nos rodeia. A vontade de voltar a fazer químicas, nenhum tratamento parece melhorar a textura. Vixi, são tantas as reclamações e as lamurias. Eu como uma pessoa sem paciência e ansiosa fiz o meu logo com 4 meses. Se eu estava confiante? Nunquinha, tinha 2 meses de casada, e me parecer Joãozinho para meu marido, e se ele me trocasse?

Bom, um conselho que posso dar para quem tem um relacionamento, é envolver totalmente seu parceiro nessa vida de cacheada. Pois para mim deu muito certo. Eu mostrava vídeo, fotos, depoimentos, produtos para meu marido e fazia ele vê como me sentiria feliz se estivesse com aquele cabelo. De tanto mostrá-lo, que ele mesmo chegou e me diz: “vamos cortar esse cabelo, e acabar com esse sofrimento de duas texturas?”

Não pensei duas vezes e já logo perguntei: “você me ajuda?”, e veio minha surpresa: “claro que ajudo, se você for me guiando, porque eu não sei cortar cabelo (risos)”.

Meu Deus e agora? ele topou.

Esse incentivo todo foi em uma quarta-feira e ele sugeriu que fosse no outro dia, então tinha um dia para digerir tudo aquilo e seguir em frente. Pedi a Deus que me desse uma resposta e que me desse forças. E foi o que Ele me deu.

Acordei pensando e logo depois do almoço começamos. Foi uma diversão, ele me ajudou e brincou. Foi um alívio maravilhoso, e ao mesmo tempo um susto, me olhar no espelho com aquela aparência, afinal nunca tinha cortado meu cabelo tão curto. Um ponto importante é que nunca fui apegada a cabelo, já o tive de vários tamanhos e cores. Se tivesse que cortar porque estava ressecado cortaria de boa vontade. Mas chegar no ponto que chegou me assustou bastante e a ele também.

Os dias foram passando e vi que tínhamos deixado muita parte lisa ainda, virei para ele e sugeri que cortássemos mais. Ele topou e com uma semana do primeiro corte tiramos o resto, e no meio disso tudo faltavam 9 dias para meu aniversário. Ficou muito curto!! Mas tinha gostado do resultado. Sempre fui otimista, e fiquei pensando: ele vai crescer, meu cabelo cresce rápido, quando voltar para o Brasil ele vai estar grande.

Hoje com quatro meses vejo que meu otimismo era verdade. Cabelo cresce e quando ele está saudável ele cresce mais rápido. Outro dia ouvi a frase: “cabelo ruim cresce rápido mesmo..." Melhor nem comentar esse frase para não gerar polêmica.

O Big chop não é um bicho de sete cabeça que todos dizem, o medo que a sociedade vem nos impondo é normal, mas eu amo ser diferente, forte, corajosa, única. E posso dizer que quem faz o Big Chop é uma pessoa de personalidade forte, que não se abala com opiniões alheias, que vai atrás dos seus sonhos, mesmo que as vezes possa encontrar alguns obstáculos.

[caption id="attachment_361" align="alignnone" width="700"]big-chop-3-20150316 4 meses depois do Big Chop[/caption]

E hoje me vejo forte, linda, feminina, e graças a Deus me vejo como eu realmente sou e como Ele me criou, isso é o mais importante e gratificante para mim.